Últimas Notícias
Fuzis achados em SP podem estar ligados a mega-assalto no Paraná

Parte das armas encontradas em Araçariguama (SP) REPRODUÇÃO/RECORD TV

Fuzis achados em SP podem estar ligados a mega-assalto no Paraná

Foram encontrados em Araçariguama fuzis, metralhadoras, coletes e camisetas falsas da polícia de diferentes estados.

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) descobriram nesta terça-feira (19) um paiol que pode ser da quadrilha que realizou um mega-assalto a uma transportadora de valores em Guarapuava (PR), na noite de domingo (17). As armas estavam em um sítio em Araçariguama, no interior de São Paulo. 

Segundo o delegado Fábio Pinheiro, diretor do Deic, foram achados fuzis, sendo um deles AK 47, capaz de derrubar helicóptero, metralhadoras, carabinas, coletes e camisetas falsas da Polícia Civil de São Paulo e da Paraíba, o que indica que se trata de uma quadrilha interestadual. 

As armas estavam no sótão da casa. A suspeita da polícia é que o proprietário seja fornecedor de armas para a quadrilha ou tenha efetivamente participado do assalto. 

Buscas

A polícia do Paraná suspeita que os homens que participaram do mega-assalto estejam escondidos em um matagal e possam estar feridos. Mais de 250 policiais fazem buscas na cidade e em toda a área rural do entorno.

Na tarde desta segunda (18), um suspeito de 25 anos foi preso. Ele foi interrogado pela polícia e, cinco horas depois, liberado. Apenas o celular permaneceu em poder dos investigadores. 

Um fuzil foi abandonado em uma árvore. Dois caminhões queimados pelo grupo criminoso permanecem em frente ao Batalhão da Polícia Militar. A unidade foi intensamente alvejada. São pelo menos 30 tiros só na fachada.

Dois policiais ficaram feridos na ação. Um deles foi atingido na cabeça e está internado em estado grave. O outro foi baleado na perna e passou por cirurgia. Um terceiro policial só não ficou ferido porque o disparo atingiu o celular e o colete à prova de bala.

Também moradores foram feitos reféns e usados como escudos humanos por cerca de 30 homens. Diversos veículos foram incendiados na fuga. Carros e armamento foram apreendidos pela polícia.

Fonte: R7

.


Data: 20/04/2022