Últimas Notícias
Vídeo mostra policiais invadindo casa de suspeito no Alphaville

Agentes invadiram a casa de alvo de operação

Vídeo mostra policiais invadindo casa de suspeito no Alphaville

Imagens divulgadas pela Polícia Federal mostram o momento em que os agentes invadiram a casa de um empresário, alvo da Operação Jumbo, deflagrada nesta segunda-feira (16).

 

A operação desmontou um grupo acusado de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. O bando movimentou R$ 350 milhões em um período de quatro anos.

 

A gravação foi feita por uma câmera colocada na farda de um dos agentes. Pelo vídeo, é possível ver os policiais chegando na residência do suspeito, no Condomínio Alphaville I, em Cuiabá.

 

 

Em seguida, um agente ajuda o outro a pular o muro da casa. Eles andam pelo corredor lateral e entram na residência pela porta dos fundos.

 

Assim que adentram o local, um agente começa a gritar: "Polícia, polícia, polícia! Saia agora com a mão na cabeça”.

 

Outro agente avisa para ligarem a sirene da viatura lá fora.

 

O suspeito é dono de três postos de combustíveis em Cuiabá, que, segundo a Polícia Federal, foram usados para lavar dinheiro do tráfico de drogas. 

 

Na casa dele, os agentes apreenderam dinheiro e joias. O valor ainda não foi contabilizado. 

 

Veja vídeos: 

 

 

 

 

 

A operação 

 

Ao todo, foram expedidos oito mandados de prisão preventiva, 29 mandados de busca e apreensão, além do sequestro de diversos bens. A ação é realizada em Cuiabá, Várzea Grande, Mirassol D'Oeste, Poconé e Pontes e Lacerda.

 

Conforme as investigações, a organização criminosa adquiria a cocaína no município de Porto Esperidião, acondicionava em Mirassol para depois distribuí-la em Cuiabá.

 

Além disso, a investigação apontou que a organização utilizava postos de combustíveis em Cuiabá para a lavagem de dinheiro decorrente do tráfico de drogas. 

 

As investigações e diligências contra o tráfico de drogas continuam, com especial atenção à prisão das lideranças e descapitalização de organizações criminosas.

Fonte:MidiaNews

.


Data: 16/05/2022