Home Noticias Homem foi degolado e jogado em rio

Homem foi degolado e jogado em rio

0

Blanco Ferreira Neto, de 24 anos, foi preso nesta semana no Paraná, pela morte de Assunção Ojeda, de 47 anos, ocorrido no assentamento Nova Era, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande. A vítima foi esfaqueada diversas vezes, resultando em fraturas expostas, e degolada depois de brincar, dizendo que sabia das “broncas” e que o denunciaria.

 

Conforme o delegado da 1ª Delegacia de Polícia Civil, Juliano Cortez Toledo Penteado, responsável pelo caso, Ojeda foi visto pela última vez jogando sinuca e bebendo na companhia do suspeito, em um bar localizado na Vila Secador.

 

Como ele não voltou para casa, a família registrou boletim de ocorrência de desaparecimento e dois dias depois a Polícia Civil encontrou o corpo da vítima boiando no rio Dourados.

 

Provas colhidas durante a perícia e as investigações realizadas pelo delegado Juliano, o delegado Alcides Bruno Braun e pelo investigador Thales Ribeiro, comprovaram que a Ojeda foi morto por Antônio, que teria se irritado porque a vítima chegou ao bar em que ele estava embriagado e começou a brincar dizendo que sabia das “broncas” do acusado e que iria avisar a polícia sobre seu paradeiro.

 

Já era madrugada, quando premeditando o crime o acusado convidou Ojeda para irem de carro beber no local conhecido como Casarão, no assentamento Nova Era. No meio do caminho, a vítima foi degolada e atingida por diversos golpes de faca, que resultaram em lesões e fraturas expostas nas mãos e antebraço.

 

Em seguida, Antônio jogou Ojeda da ponte do rio Dourados e colocou fogo no carro dele alguns quilômetros do local. Após cometer o crime, Antônio foi trabalhar no corte de eucalipto, em uma fazenda do município de Antônio João, e ao saber que estava sendo investigado, fugiu.

Diante das provas, o delegado responsável pelo caso representou pela prisão temporária do acusado, que foi deferida pela justiça. Após localizar o acusado em Foz do Iguaçu, a Polícia Civil deflagrou uma operação conjunta com a Polícia Civil do Paraná, que resultou na captura do foragido no estado vizinho e recâmbio para Mato Grosso do Sul.

Conforme a Polícia Civil, Antônio é o principal suspeito da morte do adolescente Matheus Nunes Landim, 16 anos, ocorrida em Dourados em novembro de 2017 . A vítima foi atingida por pelo menos 30 facadas e encontrada já sem vida na Rua Arlindo Borba, esquina com a Manoel Torres.

Fonte:Midiamax/

(Foto: Divulgação)

Deixe Sua Opinião ! Aviso: As opiniões São de Inteira Responsabilidade dos Autores e não representam a opinião do site Bela Vista MSNEWS. É Vedada a inserção de comentários violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, apos identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.