Home Noticias Morre jovem que casou sozinha após ser abandonada no altar

Morre jovem que casou sozinha após ser abandonada no altar

0

Alinne Araújo, de 24 anos, a jovem que fez sucesso nas redes sociais neste fim de semana, após decidir se casar sozinha por ter sido abandonada pelo noivo Orlando Costa, de 30 anos, em cima da hora do enlace, morreu nesta segunda-feira (15), após cair do nono andar do prédio onde morava na Avenida Salvador Allende, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio. A informação foi confirmada por familiares de Alinne e foram dadas pela coluna de Fábia Oliveira, do Jornal O Dia.

“Ela estava em casa com a mãe e com a empregada. A empregada até tentou puxar ela de volta pra salvá-la, mas não conseguiu”, contou a tia da jovem, Saionara Araújo. Saionara ainda contou que Alinne foi avisada por Orlando que ele não se casaria mais com ela em um intervalo de menos de 24h antes da festa. “Ele a avisou às 20h do sábado que não se casaria mais com ela, sendo que a festa era às 16h de domingo. E pior, ainda comunicou pelo WhatsApp porque não teve coragem de falar pessoalmente. Ele disse pra ela que estava desistindo de casar por pressão da família dele, que não gostava dela”, disse.

Policiais do 31º BPM do Recreio dos Bandeirantes foram acionados para o local, assim como a perícia. Alinne já havia afirmado anteriormente ter sofrido com depressão e, após a iniciativa de se casar mesmo sem o noivo e expor isso na internet, acabou sendo criticada por alguns internautas que afirmaram que ela estava expondo sua história para “aparecer”. Outros, no entanto, apoiaram a atitude corajosa da jovem de subir sozinha ao altar. Alinne se casou em um salão de festas em Campo Grande, também na Zona Oeste carioca. A luxuosa festa já estava paga e por isso ela decidiu casar sem a presença de Orlando.

Fonte:O Dia/iG

Deixe Sua Opinião ! Aviso: As opiniões São de Inteira Responsabilidade dos Autores e não representam a opinião do site Bela Vista MSNEWS. É Vedada a inserção de comentários violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, apos identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.