Operação da PC prende suspeito de dupla execução

Foi preso hoje (6) em Dourados, a 233 km de Campo Grande, um dos suspeitos de envolvimento na dupla execução ocorrida no dia 17 de julho deste ano na favelinha Ouro Fino, próximo à BR-163, na saída para Caarapó. Paulo Sérgio Santos, 30, e Getúlio Vargas da Silva, 37, estavam em um barraco quando foram mortos com vários tiros. “Aqui é PCC”, gritou um dos pistoleiros após o tiroteio.

 

O suspeito, que não teve a identidade revelada, foi preso durante a Operação Égide, deflagrada na madrugada desta segunda-feira em Dourados pela Polícia Civil.
De acordo com o delegado Rodolfo Daltro, chefe do SIG (Serviço de Investigações Gerais), a operação tenta elucidar vários homicídios ocorridos nos últimos 30 dias em Dourados, com características de execução.
Foram cumpridos doze mandados de busca e apreensão e outros de prisão. Segundo o delegado, foram apreendidas armas de fogo, munições, drogas e dinheiro. Entre as armas apreendidas, chamou atenção da polícia uma pistola calibre 9 milímetros, acompanhada de um carregador com capacidade para 50 munições.
“Sete pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas, uso de documento falso, posse de arma e porte ilegal de arma de uso restrito. Também foi preso um indivíduo cujas investigações demonstram ser um dos autores de dupla execução ocorrida no dia 17 de julho”, afirmou Rodolfo Daltro. Os nomes ainda não foram divulgados.
Segundo ele, sobre os documentos apreendidos, alguns são de pessoas de nacionalidade paraguaia que conseguiram, mediante certidão de nascimento falsa, retirar documentos brasileiros, usados até para pedir financiamentos imobiliários.

Arma, dinheiro, celulares e documentos apreendidos na Operação Égide (Foto: Adilson Domingos)Arma, dinheiro, celulares e documentos apreendidos na Operação Égide (Foto: Adilson Domingos)
Fonte;Campo Grande News / Camapuã News/07/08/2018
Deixe Sua Opinião ! Aviso: As opiniões São de Inteira Responsabilidade dos Autores e não representam a opinião do site Bela Vista MSNEWS. É Vedada a inserção de comentários violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, apos identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *