Advogado deZé Teixeira estranha prisão durante campanha

Preso por agentes da Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (12), o deputado estadual e 1º secretário da Assembleia Legislativa, Zé Teixeira (DEM), emitiu notas fiscais para a JBS que somaram cerca de R$ 1,6 milhão.

 

“O processo está sob sigilo, não sabemos ainda do que se trata, só que tem a ver com aquelas notas fiscais antigas da JBS. O que nos estranha muito é fazer uma prisão às vésperas da eleição”, afirmou o advogado do parlamentar, Carlos Marques.

 

Marques esteve no começo da manhã de hoje na superintendência regional da PF, para onde Teixeira foi levado, e destacou que ainda vai analisar como proceder na defesa de seu cliente.

 

“É sempre assim. A justiça fica dois anos com o pedido e cumpre as vésperas da eleição, o que é terrível para todos. Após cumpridas as prisões, quebra-se o sigilo e aí a gente pode fazer a defesa”, disparou o advogado.

Fonte;Midiamax / Camapuã News/ Publicado em: 12/09/2018 –

Deixe Sua Opinião ! Aviso: As opiniões São de Inteira Responsabilidade dos Autores e não representam a opinião do site Bela Vista MSNEWS. É Vedada a inserção de comentários violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, apos identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *