(VIOLÊNCIA)-Homem mata ex-esposa e deixa faca cravada no peito dela e depois se suicida; quase 100 mulheres assassinadas

VIOLÊNCIA SEM FIM – Mais uma mulher é morta brutalmente a facadas pelo marido. Os casos de feminicídios crescem todos os dias em Mato Grosso. A maioria dos casos de mortes de mulheres é registrado em cidades do  interior do Estado. Quase 100 mulheres já foram assassinadas este ano em todo o Estado. Desta vez, depois de matar a ex-mulher, deixado uma faca cravada no peito dela, o marido tirou sua própria vida.

A servidora pública Marta Alves Martins, de 40 anos, que trabalha como secretaria do setor de Recursos Humanos (RH) da Prefeitura Municipal de da cidade de Sinop (Norte, a 500 quilômetros de Cuiabá), foi encontra morta na manhã desta segunda-feira, 5, dentro da casa dela, no Residencial Delta, em Sinop.

Logo sem seguida a Polícia Militar (PM) localizou o corpo do ex-marido de Marta, Ilse Tomé. Primeiro os policiais encontraram o carro de Marta, dentro de uma área de mata, na zona rural, cerca de 15 quilômetros do centro de Sinop.

Após localizar o corpo de Ilse, os policiais militares que estavam na operação localizaram também o corpo dele, que foi casado com Marta por 25 anos, mas o casal estava separado fazia três meses. Ilse, no entanto, não aceitava o fim do casamento.

Antes de cometer o suicídio, Ilse ligou para uma irmã e confessou ter matado Marta, quando afirmou que iria tirar sua própria vida, e tirou.

Os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) depois da liberação da Polícia Civil (PC), que também já está investigando o caso.

Fonte;

Da Redação/24;horas/ 05/11/2018
Deixe Sua Opinião ! Aviso: As opiniões São de Inteira Responsabilidade dos Autores e não representam a opinião do site Bela Vista MSNEWS. É Vedada a inserção de comentários violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros, ficando seus autores, apos identificado o IP, responsáveis civil e penalmente por seus conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *