22/06/2021

Agente penitenciário é executado a tiros em cidade da fronteira

O agente penitenciário Juan Carlos, executado hoje na fronteira (Foto: Reprodução)

O agente penitenciário Juan Carlos Valiente Quiñonez, 37, foi executado a tiros por dois pistoleiros na manhã desta quarta-feira (26) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã.

Ele trabalhava na Penitenciária Regional da cidade, conhecida pela fuga em massa de presos ligados à facção brasileira PCC (Primeiro Comando da Capital), em janeiro de 2020.

Juan Carlos tinha saído do presídio após o turno de trabalho e seguia para casa. A cem metros da cadeia, foi alcançado pelos dois pistoleiros em uma moto e alvejado por tiros de pistola.

Testemunhas avisaram aos demais agentes penitenciários sobre o atentado e os próprios colegas socorreram Juan Carlos ao hospital da cidade, mas ele morreu antes de receber atendimento.

Em entrevista a meios de comunicação da fronteira, o diretor da penitenciária, Luis Esquivel, disse que na sexta-feira (21), funcionários do local foram ameaçados de morte pelos presos durante pente-fino nas celas.

As ameaças teriam partido da facção Clã Rotela, inimiga do PCC. Por causa das ameaças, quatro líderes do grupo foram transferidos. “As investigações começam agora, é uma guerra interna, mas ainda não sabemos nada”, afirmou o diretor.

Fonte:Campo Grande News