21/09/2021

Após 36 horas, prefeita de MT tem mandato cassado

Depois de mais de 30 horas de Sessão Extraordinária, a Câmara de Vereadores de Juara (690 km de Cuiabá), cassou o mandato da prefeita Luciane Bezerra (PSB), investigada por fraude em contratos de publicidade, firmados sem licitação. Ela já havia sido afastada pela Justiça em fevereiro deste ano, mas retornou após o desembargador Rui Ramos, suspender a decisão.

A sessão votou o relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que começou na quinta-feira (5) e terminou na madrugada deste sábado (7).

A demora, segundo a Câmara se deu devido ao pedido do advogado de defesa, Robson Dupim, que solicitou a leitura na íntegra do processo de 7 mil páginas, produzidas contra a prefeita.

MPE propõe ação contra prefeita e procurador-geral de Juara

O presidente do Poder Legislativo, vereador, João Batista Rissotti, disse que mesmo a sessão sendo a mais longa da história do município, os vereadores cumpriram a lei e fizeram o que lhes foi outorgado nas urnas, mesmo considerando ser um momento tenso, de desgaste físico e psicológico.

A CPI apurou suspeita de fraude na contratação de uma empresa que prestou serviços de publicidade sem licitação e foi instaurada em novembro de 2017.

Luciane também foi alvo de delação premiada do ex-governador Silval Barbosa, que a acusou de receber propina na gestão dele. Com o afastamento dela, quem assume a prefeitura é o vice-prefeito, Carlos Sirena (PSDB).

(Com Obomdanoticia)-07/07/2018

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter