20/01/2022

Auxílio Emergencial: veja os NOVOS pagamentos da semana

Segue nesta semana o calendário de pagamentos do Auxílio Brasil – o benefício é uma reformulação do Bolsa Família. Neste mês, o benefício deve ser inferior a R$ 250 e a promessa de chegar a R$ 400 ficará para dezembro. Não se sabe se até lá os valores de fato devem aumentar. O aumento depende da aprovação da PEC(que pode ser votada nesta terça, 30)

O calendário do Auxílio Brasil prevê que apenas beneficiários do Bolsa Família devem receber e é possível conferir a data por meio do Número de Identificação Social (NIS). A ideia é que novos programas também sejam incluídos – confira a baixo.

Para o auxílio de R$ 400 virar realidade, é preciso que PEC dos Precatórios seja aprovada ainda este ano, se isso não acontecer, o governo terá que apresentar um plano B. O projeto tem recebido muitas críticas, principalmente por ser considerado uma espécie de forma de burlar a lei do teto de gastos.

Tem dúvidas sobre seus direitos ao benefício? Ligue para Caixa, conforme números abaixo.

Disque 0800 426 02 07
Escolha a opção 3 (Auxílio Brasil e demais programas)
Escolha  a opção 4 (para saber se você foi incluído)
Informe o número do CPF ou do NIS
Calendário do Auxílio Brasil

Final do NIS // Novembro // Dezembro

1 // 17/nov // 10/dez
2 // 18/nov // 13/dez
3 // 19/nov // 14/dez
4 // 22/nov // 15/dez
5 // 23/nov // 16/dez
6 // 24/nov // 17/dez
7 // 25/nov // 20/dez
8 // 26/nov // 21/dez
9 // 29/nov // 22/dez
0 // 30/nov // 23/dez

Quando os beneficiários do CadÚnico devem receber?

O governo federal deve iniciar os pagamentos de beneficiários do CadÚnico em dezembro, pelo menos está é a promessa inicial. Devem receber apenas com renda de até R$ 100 por pessoa (extrema pobreza) ou aquelas com renda por pessoas a partir de R$ 101 até R$ 200, desde que tenham integrantes na família de até 21 anos incompletos.

A data para que todos sejam incluídos não foi definida, apenas que isso deve começar em dezembro. A situação é problemática, já que muitas pessoas que recebiam antes o Auxílio Emergencial, e não o Bolsa Família anteriormente, podem ficar sem renda por enquanto.

E ficar sem renda ou ter a renda diminuída com o alto preço dos alimentos e do gás de cozinha, por exemplo, pode ser um problema. O governo inclusive já propôs o valé-gás, porém a data para que de fato seja liberado e os pagamentos comecem não foi anunciada. O benefício será possível graças a uma lei sancionada recentemente, um dinheiro reservado pela Petrobras para o benefício social também deve contribuir para a efetivação do projeto.

Fonte:

Lucy Tamborino / Notícias e Concursos