22/09/2021

Bolsonaro diz que Haddad quer libertar “o chefe da quadrilha”

Recluso em casa, o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, criticou nesta sexta-feira (26/10) a bolsa de apostas de nomes que integrarão um eventual governo em caso de vitória nas urnas. O militar da reserva também mirou o adversário Fernando Haddad (PT) em seus ataques.

A manifestação do presidenciável, feita pelo Twitter, destaca que as eleições somente serão definidas no próximo domingo (28).

O candidato também afirmou que não há definição de futuros ministros além dos três já mencionados – Onix Lorenzoni, para Casa Civil; general Augusto Heleno, no Ministério da Defesa; e Paulo Guedes, para o comando da política econômica.

Em outra manifestação feita por meio da rede social na manhã desta sexta, Bolsonaro dirigiu ataques ao adversário Fernando Haddad (PT). O petista, segundo o presidenciável do PSL, busca se eleger para libertar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem chamou de “chefe da quadrilha”, preso em Curitiba.

 

Jornalista: Ian Ferraz

Fonte: Metrópoles/26/10/2018
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter