22/09/2021

Choque prende militares do Exército que usavam HB20 branco para roubar

Batalhão de Choque da Polícia Militar prendeu ontem grupo que utilizava HB20 branco para cometer roubos em Campo Grande, principalmente contra mulheres. Somente no último dia 18, eles fizeram duas vítimas na região da Vila Sobrinho e Taveirópolis. Entre os envolvidos estão dois militares do Exército Brasileiro que foram presos em seus locais de trabalho. A Polícia Civil vai apurar o envolvimento deles em outros casos recentes.

Conforme apurado, o Choque foi informado que um celular Samsung roubado no dia 11 havia sido rastreado pela vítima e estaria no Hotel de Trânsito do Exército. No local, os policiais encontraram um militar identificado apenas como Luiz, que afirmou ter adquirido o aparelho de Luan da Silva Azevedo, de 19 anos, pelo valor de R$ 400. Conforme relatado por Luiz, Luan era lotado no Hospital Geral e estaria de serviço.

As equipes então foram até o hospital, onde encontraram Luan. Ele afirmou ter vendido para Luiz, bem como assumiu a autoria do roubo, apontando outros dois comparsas, entre eles Henrique Silva Mota, 19 anos, também soldado do Exército Brasileiro, e Riel Silva Almeida dos Santos, 22. O trio usava simulacro de arma de fogo para intimidar as vítimas e se transportava em HB20 branco que pertence à mãe de Luan.

Na casa de Riel foi localizado o simulacro. Levados para a delegacia, informaram que se desfizeram dos outros aparelhos roubados. O veículo, o simulacro e o aparelho de celular foram apreendidos. Em primeiro momento, o grupo responde pelos crimes de roubo e associação criminosas, e será investigado por participação em mais crimes, já que as características deles batem com as de outros suspeitos. Luiz Fernando responde por receptação.

Fonte;Correio do Estado/25/03/2018

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter