18/10/2021

Elefanta, que era explorada em circo, já está morando em Chapada dos Guimarães

A elefanta Rana, que foi resgatada de um circo e vivia em um zoológico em Sergipe, chegou a Mato Grosso nessa sexta-feira (21). Ela enfrentou uma viagem de 2,7 mil quilômetros, passando por quatro estados escoltada por um comboio até chegar ao Santuário de Elefantes Brasil (SEB), em Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá.

Rana pesa 3,5 toneladas, tem idade estimada entre 50 a 60 anos e é uma elefanta asiática que já rodou o mundo. Ela veio parar no Brasil sendo explorada por circos pelos estados. Ela estava aposentada e vivia em uma fazenda em Aracaju.

O santuário é o único de elefantes da América Latina. A chegada foi cercada de cuidados. Embaixo de chuva, dois guindastes tiraram o contêiner do caminhão para facilitar a saída da elefanta.
Depois de quatro dias na estrada, Rana poderá descansar e se adaptar ao novo lar.

Segundo Daniel Moura, biólogo e diretor do projeto, a elefanta passará os próximos dias se adaptando e reconhecendo o espaço onde vai morar.

“Tem essa adaptação inicial e, conforme ela vai ficando mais à vontade, vamos fazer a aproximação dela com as outras elefantas”, disse o biólogo.

Rana deve se juntar a Maia e Guida, as primeiras elefantas asiáticas que chegaram no santuário. Elas também eram atrações em shows de circos na Ásia e chegaram em Mato Grosso em 2016.

O santuário fica em uma área de 30 hectares no meio do cerrado e é mantido por uma ONG. O projeto ainda pretende receber elefantes de outros estados, da Argentina e do Chile.
Segundo o santuário, Rana já viajou o mundo se apresentando e teria chegado ao Brasil em 1967 com um circo para apresentações em Recife (PE). De lá para cá, trabalhou em diversos circos até chegar ao zoológico, em 2012.

Fonte;

TV Centro América | 22/12/2018

 

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter