20/01/2022

Execuções não param e brasileiro é morto a facadas e corpo jogado na rua

Mais uma pessoa foi morta na fronteira entre Paraguai e Brasil, em Mato Grosso do Sul. Um cidadão brasileiro foi encontrado morto na manhã de hoje (7) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia vizinha de Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande.

O homem ainda não identificado, mas que era conhecido como “Neguinho”, foi morto com vários golpes de faca e o corpo jogado em uma área desabitada do bairro Carolina II.

Policiais da Divisão de Homicídios e a assistente do Ministério Público do Paraguai Ramona Areco foram ao local do crime para iniciar a investigação. A suspeita é que o brasileiro tenha sido morto durante a madrugada. O corpo foi encontrado por moradores que passavam pelo local.

A polícia paraguaia investiga se o brasileiro foi mais uma vítima de um grupo de extermínio que age na Linha Internacional entre as duas cidades. Conhecida como os “Justiceiros da Fronteira”, a quadrilha é apontada como responsável por mortes de pessoas envolvidas com pequenos delitos e com o microtráfico de drogas.

Na semana passada, o paraguaio Milciades Arce Aguirre, 26, conhecido como “Cale”, foi sequestrado de sua casa em Pedro Juan Caballero e degolado. O corpo foi encontrado dois dias após o sequestro, a 2 km da residência onde o rapaz morava com a família.

Um dos homens suspeitos do crime já foi identificado. Trata-se do também paraguaio Cornélio Jara Bogarin, o “Lembu”, conhecido no submundo do crime por envolvimento com o tráfico de drogas e apontado como informante da polícia. Cale era conhecido na cidade por arrumar confusão com os vizinhos quando consumia bebida alcoólica.

Fonte;CAMPO GRANDE NEWS – 07/05/2018