21/10/2021

Fahd Jamil consegue prisão domiciliar e sua casa em Ponta Porã foi oferecida em garantia à Justiça

O juiz Roberto Ferreira Filho, titular da 1ª Vara Criminal de Campo Grande acatou, nesta quarta-feira, dia 02, pedido da defesa para que Fahd Jamil de 79 anos cumpra prisão domiciliar na comarca de Campo Grande-MS, com monitoramento eletrônico pelo prazo inicial de 180 dias. Ele estava preso preventivamente desde o mês de abril em Campo Grande.

Fahd passou por perícia médica onde foi constatado que apresenta um distúrbio hidroeletrolítico grave (hiponatremia severa) e por estar extremamente frágil, o juiz ressaltou: (…) informações da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato
Grosso do Sul acerca da inexistência de local adequado no sistema penitenciário do MS capaz de atender às necessidades do requerente, julgo razoável e necessário substituir a prisão preventiva de Fahd Jamil por prisão domiciliar.

Foi pedido pelo Ministério Público o pagamento de fiança no valor de dez milhões de Reais, porem o juiz do caso fixou o valor em 900 salários mínimos.

A defesa de Fahd Jamil é feita pelos advogados Gustavo Badaró e André Borges. “Quanto ao tema da prisão domiciliar, a defesa de Fahd Jamil sempre confiou na atuação técnica e justa do Garras, Gaeco, IMOL e do Judiciário, todos tendo atuado de
maneira eficiente e isenta para garantir direito previsto em lei, o que é muito positivo. Agora nosso cliente cuidará da saúde, ao lado da família e dos amigos, pessoas que nunca lhe faltaram, sem prejuízo de continuar à disposição das autoridades em geral e de se defender regularmente nos processos existentes”, disse o advogado André Borges.

Fahd Jamil consegue prisão domiciliar e sua casa em Ponta Porã foi oferecida em garantia à Justiça
Advogado André Borges
Fonte:PontaporãInforma
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter