24/06/2021

Foi preso por volta das 14 horas deste sábado, em Bonito, Wellesom Sanches Fragoso, de 21 anos, suspeito de matar comerciante

Foi preso por volta das 14 horas deste sábado, em Bonito, Wellesom Sanches Fragoso, de 21 anos, também conhecido como “Pipoca”, suspeito de envolvimento no latrocínio – roubo seguido de morte – do comerciante Paulo César Buchanelli, de 47 anos. O crime aconteceu na quinta-feira, enquanto a vítima seguia para depositar malote com R$ 60 mil, em Sidrolândia.

 

Segundo informações da Rádio Jota FM, ao ser flagrado pela Polícia Militar a caminho da rodoviária, Pipoca resistiu à prisão e foi baleado no braço. Ele assumiu ter pilotado a moto usada no assalto e deve ser transferido para Sidrolândia, para prestar esclarecimentos. A Polícia Civil continua com as investigações, já que ele não agiu sozinho, porém, ainda não há informações sobre a identidade do comparsa.

 

CRIME

 

Buchanelli chegava à agência bancária localizada na Rua Rio Grande do Norte, por volta das 14h50 de quinta-feira, quando foi surpreendido pelos dois homens, que estavam em uma motocicleta vermelha. O comerciante não reagiu e entregou o malote com dinheiro que seria depositado no banco, mas mesmo assim foi baleado no tórax.

 

Na sequência, a dupla fugiu com o dinheiro pela Avenida Aquiban e depois seguiu pela Avenida Dorvalino dos Santos, que dá acesso a BR-060, tanto para seguir sentido Campo Grande, como para outras rodovias, como a MS-162 e MS-258. Paulo Buchanelli foi socorrido pelos Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.

Fonte;Correio do Estado / Camapuã News/Foto: Jota FM/17/02/2018