18/10/2021

Irregularidades na compra de máscaras e material de coleta de sangue são alvos de investigação

A 31ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e Social do MPMS (Ministério Público Estadual de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande, instaurou dois procedimentos preparatórios para apurar eventuais irregularidades na compra de materiais de coleta de sangue e equipamentos usados na proteção contra a Covid-19.

Segundo um dos editais assinados pelo promotor de Justiça Humberto Lapa Ferri, o objetivo é investigar suposta irregularidade na aquisição de material de coleta de sangue, procedimento que foi realizado em caráter emergencial. Apesar do procedimento, o responsável pelos atos ainda não foi identificado.

No outro edital, o promotor investiga a notícia de que a prefeitura de Campo Grande teria comprado máscaras do tipo N95/PFF2 pelo preço de R$ 26 cada, com recursos da União, valor que seria infinitamente superior a uma compra idêntica feita pelo Governo do Estado. O pedido de investigação foi feito pelo deputado estadual Capitão Contar.

Fonte:MidiaMax

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter