18/10/2021

Mãe de atirador de Suzano diz que adolescente sofria bullying

Tatiana Taucci, mãe de Guilherme Taucci de Monteiro, um dos atiradores da escola Raul Brasil em Suzano, afirmou à rádio Band News FM que o filho estava sem frequentar a escola pois sofria bullying. O jovem tinha 17 anos e frequentou o colégio até 2017.

A mulher, evitando a câmera, disse à rádio que não sabe por qual motivo o filho cometeu o atentado, e garantiu que o adolescente era um ótimo filho.

“Meu filho era muito tranquilo, uma criança”, disse Tatiana, que afirmou ter ficado sabendo da tragédia pela televisão. “É bullying que chama, né?”, completou, ao dizer que o jovem não frequentava as aulas por esse motivo.

Entenda

Além de Guilherme, Luiz Henrique de Castro, 25 anos, participou do ataque. Os dois responsáveis pelo atentado eram ex-alunos do colégio e usaram armas incomuns para atacar alunos e funcionários. O crime aconteceu no horário do intervalo, por volta de 9h30, quando os estudantes estavam fora das salas.

Dez pessoas morreram – incluindo os autores e o tio de de Guilherme, que não estava no colégio. Ao menos 23 vítimas foram encaminhadas a hospitais.

Jornalista: Juliana Barbosa

Fonte: Metrópoles
Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter