18/10/2021

Morta com tiro na cabeça pelo ex, mulher trabalhava em escola municipal em Dourados

Mariana da Silva Barros Siviero, de 40 anos, encontrada morta dentro do quarto de um hotel na Avenida Marcelino Pires, em Dourados, era funcionária da Escola Municipal Armando Campos Belo e trabalhava como técnica administrativa.

Nas redes sociais, amigos e colegas de trabalho lamentam a morte precoce da mulher que foi atingida com um disparo de revólver calibre 38, efetuado por Maycon Alves dos Santos, de 26 anos, seu ex-namorado.

Uma das mensagens postada diz, “A vida é tão  passageira, aqui fica a lembrança de bons momentos… Mariana Silva, a Família Armando Campos Belo está em Luto! Uma vítima de uma tragédia sem justificativa. Um feminicídio”.

Caso

Conforme informado pelo Dourados News, por volta das 10h30 deste domingo (4), os corpos foram encontrados dentro do quarto do hotel por uma funcionária. O fato ocorreu após o primo do autor tentar entrar em contato com ele e não conseguir, acionando o hotel posteriormente.

De acordo com investigações, a mulher apresentava um ferimento por arma de fogo na região da cabeça e estava sentada próximo aos pés da cama. Enquanto Maycon estava deitado na cabeceira da cama, segurando a arma de fogo, com o polegar direito sob o gatilho, e um tiro na boca.

Segundo informações iniciais, o fim de um relacionamento de seis meses teria motivado o crime porque o autor não aceitava a separação. Alegando querer se despedir, o morador de Nova Andradina, se deslocou para Dourados na sexta-feira e cometeu o crime no sábado.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) como “Feminicídio, Violência Doméstica e Familiar e Suicídio”.

Fotos internas: Osvaldo Duarte/ Dourados News

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter