21/01/2022

Pecuarista é morto a tiros em cidade paraguaia ao lado de Paranhos

O pecuarista Ramón Oliveira Benítez, 42 anos, foi assassinado a tiros na noite de ontem (19), dentro da fazenda paraguaia San Valentín, em Itanará, departamento de Canindeyú, que faz fronteira com Paranhos – a 469 quilômetros de Campo Grande. Ainda não há informações se o homicídio está ligado ao atentado do prefeito da cidade do interior de Mato Grosso do Sul na semana passada.

Conforme o jornal paraguaio Capitan Bado, testemunha contou que estava com a vítima em uma caminhonete Hilux, na estrada da fazenda quando ouviu disparos. Como desceu do veículo e correu, o homem – que não teve o nome revelado – afirma que não conseguiu ver quem disparou contra eles.

Ramón foi encontrado morto dentro da caminhonete. O veículo estava ligado, com luzes acesas e aporta do passageiro aberta.

O Departamento de Investigação da Polícia Nacional esteve no local. Após os trabalhos de praxe, o corpo do pecuarista foi transferido para o posto de saúde na cidade de Ypejhú para verificação.

Atentato e execução – Na semana passada, o prefeito de Paranhos, Dirceu Bettoni foi atingido com três tiros, quando chegava em casa. O chefe do adminstrativo segue internado com quadro estável. No domingo (17), o paraguaio Jomar Lemes, de 47 anos, foi executado a tiros de pistola calibre 9 milímetros após sair da delegacia do município. Ele teria intermediado o atentado contra o prefeito.

Fonte;CAMPO GRANDE NEWS – 19/06/2018