30/11/2021

PESQUISA: Veja a lista da pesquisa espontânea com 71 nomes na corrida para Federal no MS

A disputa pelas oito vagas da Câmara ds Deputados vai ficando mais acirrada em Mato Grosso do Sul. De acordo com a Ranking Comunicações e Pesquisas, em consulta espontânea hoje três candidatos estariam carimbando sua presença entre os mais votados acima de 1% das intenções de voto: Fábio Trad, do PSD, com 2,66%; Rose Modesto, do PSDB, 2,41%; e Wilton Acosta, do PRB, 1,08%.

Em posição intermediária aparecem dois candidatos: Beto Pereira,do PSDB, com 0,83%, e Vander Loubet, do PT, com 0,66%. Depois deles aparecem Geraldo Resende, do PSDB, e Eliseu Dionízio, do PSB, cada um com 0,58%. Se esta ordem fosse obedecida na definição dos eleitos, sobraria apenas uma vaga que tem dois concorrentes com a mesma pontuação (0,50%): Alcides Bernal, do PP, e George Takimoto, do MDB.

Vale frisar que outro político foi citado por 0,50% dos entrevistados: o tucano Marício Picarelli, que é deputado estadual e candidato à reeleição, não a deputado federal. O ex-prefeito Alcides Bernal teve sua candidatura cassada pela Justiça Eleitoral e depende do julgamento de um recurso para recuperar sua elegibilidade. Na cola dos nove primeiros e dividindo o 10° lugar encontram-se seis concorrentes, cada um com 0,41%: Bia Rosalia, Odilon Jr, Delegado Wellington, Otávio, Victor Eugênio Tatão Filho, Loester e Tio Trutis Nunes.

Outros nomes alcançaram também pontuações razoáveis nesta rodada da Ranking. No 11° lugar, com 0,33% das citações, estão Carla Stephanini, Alexandre Rezende, Antonio Carlos Biffi e Henrique Mandetta. A seguir, em 12°, André Salineiro, Ricardo Ayache, Dagberto Nogueira, Renê Venâncio e Keliana Fernandes, cada um com 25%. Mais candidatos foram menconados nas entrevistas e formam um extenso grupo que tiveram entre 0,16% e 0,08%. Os que pretendem anular o voto ou votar em branco e os indecisos somam 79,79%.

Entre os dados que chamam a atenção nesta amostragem estão as presenças de Wilton Acosta entre os três primeiros e de George Takimoto na disputa de uma das vagas; condição que pode ser reforçada se for mantida a decisão da Justiça Eleitoral, que cassou a candidatura de Alcides Bernal. Surpreende também a posição do deputado federal Daoberto Nogueira (PDT), que com 0,25% não conseguiria novo mandato se as eleições fossem hoje.

A Ranking consultou 1.200 pessoas em 20 municipios no periodo de 6 a 12 deste mês, respeitando a proporção de gênero do eleitorado estadual com  entrevistas para os sexos masculino (47,9%) e feminino (52,1%). A pesquisa está registrada na Justiça Eleitoral (MS-07013/2018 e BR-05175/2018) e tem confiabilidade de 95%, com margem de erro de 2,83% para mais ou para menos. As candidaturas que a Ranking incluiu na pesquisa foram homologadas em convenções partidárias e devem ser consideradas enquanto não houver manifestação contrária da Justiça Eleitoral.

A Ranking coletou os dados nos seguintes municípios; CAMPO GRANDE, SIDROLÂNDIA, MARACAJU, DOURADOS, PONTA PORÃ, AMAMBAÍ, CAARAPÓ, NAVIRAÍ, IVINHEMA, NOVA ANDRADINA, RIO BRILHANTE, CORUMBÁ, MIRANDA, AQUIDAUANA, ANASTÁCIO, SÃO GABRIEL DO OESTE, COXIM, PARANAÍBA, APARECIDA DO TABUADO e TRÊS LAGOAS.

Fonte; DIÁRIO DA MÍDIA/13/08/2018