01/12/2021

PMA apreende canoas com diversas redes de pesca, tarrafas e anzóis de galho durante fiscalização de monitoramento de cardumes na piracema

IMG-20181129-WA0087

Campo Grande (MS) – A Polícia Militar Ambiental está exercendo fiscalização de monitoramento de cardumes e com postos fixos nas principais cachoeiras e corredeiras de rios do Estado, onde os peixes são mais vulneráveis à pesca predatória. Ontem (29) Policiais Militares Ambientais de Aquidauana realizaram fiscalização ambiental no rio Aquidauana e apreenderam cinco embarcações tipo canoa e, dentro delas, redes de pesca, tarrafas e anzóis de galho (petrechos proibidos), que seriam usados para pesca predatória.

Foram apreendidos: duas redes, duas tarrafas e 73 anzóis de galho. Os infratores perceberam a aproximação dos Policiais e se lançavam ao rio, fugindo pela mata, não sendo possível serem identificados. Todo o material foi encaminhado para a Polícia Militar Ambiental de Aquidauana.

A Polícia Militar Ambiental tem conseguido por meio de fiscalização com inteligência, evitar durante a piracema, que pescadores consigam depredar os cardumes nos rios do Estado. As metas estão sendo alcançadas a cada piracema, que é manter o máximo possível os policiais nos rios, em vigilância dos cardumes, fazendo com que as apreensões de pescado caiam em níveis aceitáveis, que é o objetivo da fiscalização. Ou seja, manter os peixes vivos nos rios para que cumpram sua função natural de reprodução e a manutenção dos estoques.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS /30/11/2018