30/11/2021

PMA prende e autua em R$ 6,7 mil seis pescadores pescando com petrecho proibido em cachoeira

Policiais Militares Ambientais de Aquidauna organizaram uma operação, contando com duas viaturas e uma embarcação especial, para prender elementos que estariam praticando pesca predatória na região da cachoeira do Serrano, localizada no rio Aquidauana, no Distrito de Piraputanga, local onde a pesca é proibida. A estrutura operacional foi montada, no sentido de dificultar a fuga dos elementos pelas matas, ao avistarem a fiscalização, fato comum na região, devido à vegetação fechada.

Hoje pela manhã (25), cinco pescadores foram presos e um adolescente de 17 anos apreendido por pescar com petrechos proibidos (tarrafa) e na cachoeira. Os policiais avistaram os homens praticando a pesca predatória, em um local a menos de 200 metros da Cachoeira do Serrano (local poribido), utilizando tarrafas (petrecho proibido). Os seis infratores não tiveram chances de fugir ao cerco e receberam voz de prisão. Apenas um conseguiu escapar da fiscalização.

Com os autuados, dois de 33 e 55 anos, residentes em Campo Grande, dois de 41 anos, residentes no Distrito de Piraputanga (Aquidauana), foram apreendidos 27 kg de pescado, três tarrafas, duas motocicletas e um veículo VW Gol. Um adolescente de 17 e um jovem que disse ter 18 anos, que não possuíam documentos e estavam na pescaria ilegal também foram detidos.

Os infratores foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Auidauana, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saíram depois de pagar fiança. Eles também foram autuados administrativamente e multados em um total de R$ 6.660,00. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS – (Contato/25/09/2018