13/06/2021

PMA prende paulistas pescando com redes ilegais e apreende barco, motor de popa, pescado e 1.500 metros de redes

20180719_225810

Campo Grande (MS) – Policiais Militares Ambientais de Aparecida do Taboado realizavam fiscalização fluvial ontem (19), no município de Selvíria e prenderam dois pescadores por pescar com redes de pesca (petrechos proibidos). Os infratores pescavam embarcados no Rio do Pântano e foram surpreendidos no momento em que conferiam redes de pesca, que eles haviam armado. Na embarcação também havia mais redes, que os infratores iriam armar. Aproximadamente 13 kg de peixes que estavam vivos nas redes foram soltos no córrego e 17 kg de pescado morto na embarcação foram apreendidos.

Com os pescadores foram apreendidas 20 redes de pesca, medindo 1.500 metros, um barco, um motor de popa e os 17 kg de pescado que estavam mortos na embarcação. Felizmente a PMA prendeu os elementos no início da pescaria, haja vista que esses petrechos têm grande poder de captura e dizimação de cardumes e a rapidez possibilitou que os infratores tivessem matado apenas 17 kg de pescado.

Os infratores, de 26 e 47 anos, residentes em Ilha Solteira, receberam voz de prisão e foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil de Selvíria, onde eles foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória e saíram depois de pagar fiança. Eles também foram autuados administrativamente e multados em R$ 1.740,00 cada um. O pescado será doado para instituições filantrópicas, depois de periciado.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL – PMMS/20/07/2018