19/10/2021

Policial da reserva e mais 3 são presos em operação contra comércio de armas

O policial militar da reserva identificado como João Clarindo é um dos quatro presos nesta quinta-feira (8) durante a Operação Pane Seca, deflagrada pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) contra comércio ilegal de armas em Mato Grosso do Sul.

O PM, que já tinha sido alvo de outra operação em 2019, foi preso em Dourados. Os mandados também foram cumpridos em Douradina (cidade a 48 km de Dourados) e em Tacuru, na fronteira com o Paraguai.

Segundo a assessoria do Ministério Público de Mato Grosso do Sul, a associação de criminosos atua há pelo menos dois anos no comércio ilegal de arma de fogo e munições nessas três cidades. A quadrilha é suspeita de fornecer armamento para traficantes de drogas.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e pelo menos dez endereços foram alvos de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pelo Juiz Luiz Alberto de Moura Filho, da 1ª Vara Criminal de Dourados.

Como foram flagrados com munições e armas, os quatro alvos da operação estão sendo autuados em flagrante na Polícia Civil. Além de equipes do Gaeco, a operação contou com o apoio da Corregedoria da Polícia Militar e do Batalhão de Choque da PM.

Operação – Segundo o MP, “pane seca” é tipo de pane frequente em armamentos. A operação ganhou esse nome por analogia ao objetivo de emperrar o sistema criminoso de comércio ilegal de arma de fogo e munições, estabelecido na região.

Durante as buscas de hoje foram apreendidos espingarda calibre 22, revólver calibre 38, revólver calibre 357, espingarda artesanal, 60 munições de 22, 7 munições de 38, 16 munições de 357, 27 munições calibre 32, 2 munições calibre 12, R$ 60.294,00 em dinheiro e 1 tablete de maconha.

Fonte:C.Grande News

(Foto: Adilson Domingos)

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter