22/09/2021

Policial paga R$ 1.000 e é solto após suspeita de matar motorista

Um policial militar suspeito de executar um motorista com um tiro na cabeça, no Jardim São Luiz, na zona sul de São Paulo, foi solto após pagar fiança de R$ 1.000 nesta quinta-feira (1°).

 

Agentes da Polícia Militar realizavam patrulhamento na região e desconfiaram dos ocupantes de um veículo Honda Fit. Os oficiais decidiram, então, acompanhar o carro.

 

Ao emparelhar com a viatura da PM, o policial militar que estava no banco do passageiro efetuou o disparo, acertando, assim, a cabeça de Caio Rodrigo Medina Vaz Amâncio.

 

De acordo com a Polícia Civil, o PM autor do disparo informou que o motorista da viatura fez uma manobra brusca e, em reação, ele teria efetuado um disparo acidental. Amâncio não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Seu amigo, que estava ao lado, não ficou ferido.

 

O policial militar que disparou o “tiro acidental” foi indiciado por homicídio culposo e foi preso em flagrante, ainda na quinta-feira. Horas depois, ele pagou a fiança e foi solto, informou a SSP (Secretaria de Segurança Pública).

A ocorrência foi registrada no 92° DP (Parque Santo Antônio) e a arma do policial militar suspeito de matar o motorista, uma pistola .40, foi apreendida para perícia.

Fonte;R7 – 03/11/2018

Share this...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter