30/11/2021

Tenente sobrevive à queda de helicóptero no Paraguai e é levado para a UTI

Antonio Ariel Giménez, único sobrevivente da queda do helicóptero Força Aérea do Paraguai, que caiu na manhã desta quinta-feira em uma zona de treinamento em Ñu Guassú foi internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Militar de Assunção.

Segundo informações da diretora da unidade hospitalar, Gloria Olmedo, à Radio Monumental, o tenente deu entrada com traumatismo craniano moderado e trauma no abdômen. As outras três vítimas morreram antes mesmo de receberem atendimento médico.

Os mortos foram identificados como sendo a tenente Andrea Larissa Cubilla Aguayo, o major Gustavo Rafael Velazco Acosta e o sargento Gustavo Arzamendia Rolon. Outros dois tripulantes estariam feridos e foram transferidos para o Hopsital San Jorge.

De acordo com o general da Divisão Aeronáutica, Arturo González, a aeronave era tripulada por um mecânico, um aluno e dois instrutores. Ele relatou que eles foram retirados da área do acidente antes que o helicóptero pegasse fogo.

Segundo o comandante Divisão Aeronáutica, a aeronave estava realizando um voo de treinamento quando ocorreu uma pene que forçou os pilotos a fazerem um pouso de emergência.

A aeronave que caiu faz parte de um lote de helicópteros doados há cerca de 10 anos pelo governo da China para o Paraguai, mas segundo o general Arturo, eles passam por revisão e atualização constantes.

Fonte:MidiaMax