13/06/2021

Três Lagoas amanheceu sitiada por aproximadamente 150 policiais civis, militares e federais nesta quinta-feira.

Três Lagoas amanheceu sitiada por aproximadamente 150 policiais civis, militares e federais nesta quinta-feira. Ao todo, 39 equipes participam de megaoperação contra organização criminosa especializada no tráfico de drogas, ligada também a homicídio ocorrido há cerca de quatro meses, cujo corpo da vítima foi encontrado na região da cascalheira.

 

Segundo o delegado Rogério Fernando Makert Faria, da Delegacia Regional do município, a partir de investigações referentes ao assassinato, o setor de inteligência da Polícia Civil descobriu rede de distribuição de entorpecentes e crimes correlatos. “São cumpridos 39 mandados de busca e apreensão e 35 de prisão”, disse Rogério.

 

Além da polícia local, também participam o Grupo Armado de Repressão a Roubo a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras), Delegacia Especializada de Combate ao Narcotrárico (Denar), Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf), Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Defurv), Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado (Deco), Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Fronteira (Defron) e Grupo de Operações e Investigações (Goi).

 

Também estão envolvidos no trabalho agentes das delegacias regionais de Nova Andradina e Paranaíba, por meio das unidades de Bataguassu, Aparecida do Taboado e Inocência, além da Polícia Federal, Polícia Militar e Coordenadoria-Geral de Policiamento Aéreo (CGPA), que faz policiamento com o helicóptero Harpia 01, da Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

Fonte;Correio do Estado/ Camapuã News/

(Foto: Celso Daniel/Patrulha News)-22/03/2018