Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on print
Share on email
Share on google
Share on whatsapp

VÍDEO: suspeito é surrado e acusa PMs de ‘plantar’ droga em carro na Moreninha

Topmidianews

Gravação sugere ‘show de abusos’ da polícia

Flávio de Almeida Félix, 37 anos, acusa policiais militares de agredi-lo e ainda por cima ‘’plantarem’’ maconha dentro do carro dele, na madrugada do dia 13 de junho deste ano, na rua Peruíbe, nas Moreninhas, em Campo Grande. Imagens divulgadas pela família sugerem abusos cometidos pelos militares.

Conforme a gravação, Flávio, que admite ser usuário de cocaína, diz que fazia uso da droga em outro ponto do bairro. Porém, ao ser abordado, ele fugiu com o carro Fox e parou em frente da casa dele, na rua Peruíbe.

Pelas imagens, Flávio, que já tem passagem pela polícia, desce e entra em casa. Mal ele termina de fechar o portão, uma viatura encosta e um PM dispara contra ele, provavelmente de costas. No entanto, no registro na delegacia, nenhum PM informou que ele estaria armado.

Dois dos policiais entram na casa, mas, conforme as imagens sugerem, um terceiro policial abre a porta do carro, retira algo não identificado do colete e parece jogar dentro do veículo.

Ainda conforme a acusação de Flávio e da família dele, os três policiais teriam espancado Flávio dentro de casa, por pelo menos quatro minutos. No minuto 4’18 do vídeo, um PM dá duas pancadas no suspeito, mesmo ele estando com as mãos para trás e segurado por um outro militar.

A gravação segue e mostra que Flávio foi dominado com um mata-leão por cerca de dez segundos, até não aguentar e cair no chão. Foi nesse momento que a mãe dele, amparada por uma vizinha, tentou se aproximar do filho, mas foi impedida pelos policiais. Elas teriam ouvido xingamentos e ameaças por parte dos policiais.

Félix disse, durante a audiência de custódia, que faz uso de cocaína e o que foi, supostamente jogada no carro dele era maconha, fato confirmado no boletim de ocorrência.

Um grande contingente de policiais e viaturas chegaram instantes depois. No boletim de ocorrência, os PMs alegaram que Flávio tentou jogar o carro em cima da equipe policial e que ficou ferido por resistir à prisão e ainda ameaçar os policiais.

Flávio foi preso em flagrante e teve a prisão preventiva decretada após audiência de custódia.

Dois dos policiais entram na casa, mas, conforme as imagens sugerem, um terceiro policial abre a porta do carro, retira algo não identificado do colete e parece jogar dentro do veículo.

Ainda conforme a acusação de Flávio e da família dele, os três policiais teriam espancado Flávio dentro de casa, por pelo menos quatro minutos. No minuto 4’18 do vídeo, um PM dá duas pancadas no suspeito, mesmo ele estando com as mãos para trás e segurado por um outro militar.

A gravação segue e mostra que Flávio foi dominado com um mata-leão por cerca de dez segundos, até não aguentar e cair no chão. Foi nesse momento que a mãe dele, amparada por uma vizinha, tentou se aproximar do filho, mas foi impedida pelos policiais. Elas teriam ouvido xingamentos e ameaças por parte dos policiais.

Félix disse, durante a audiência de custódia, que faz uso de cocaína e o que foi, supostamente jogada no carro dele era maconha, fato confirmado no boletim de ocorrência.

Um grande contingente de policiais e viaturas chegaram instantes depois. No boletim de ocorrência, os PMs alegaram que Flávio tentou jogar o carro em cima da equipe policial e que ficou ferido por resistir à prisão e ainda ameaçar os policiais.

Flávio foi preso em flagrante e teve a prisão preventiva decretada após audiência de custódia.

Fonte:Ponta Porã Informa